O que é Employer Branding e como isso impacta na minha marca?

employer branding

Manter-se atrativa aos candidatos, reter os melhores funcionários e diminuir o turnover ou as intenções de saída é um dos grandes desafios das organizações. O mercado competitivo faz com que as empresas busquem desenvolver-se para chamar a atenção dos bons profissionais que estão no mercado e dos seus próprios funcionários.

Uma boa forma de se fazer isso, é desenvolvendo um bom Employer Branding que, em uma livre tradução, quer dizer Marca Empregadora. Tornar-se uma boa marca empregadora exige tempo, planejamento e muita atenção com os acontecimentos do mercado e do mundo. Hoje, para uma organização ser um bom lugar para se trabalhar, não basta ter APENAS um salário atrativo. É preciso se preocupar com outras questões também.

Ao longo desse artigo, vamos dar algumas informações para que você possa conhecer melhor sobre employer branding, perceber como aplicar na sua organização e, ainda, perceber como o employer branding impacta na sua marca.

Mas o que o Employer Branding quer realmente dizer?

O Employer Branding é um conjunto de ferramentas e técnicas que fazem com que sua organização gere uma imagem positiva para o mercado, para os candidatos que se interessam em trabalhar na sua empresa e, sobretudo, para os seus funcionários.

Quando a organização preocupa-se em ser uma boa marca empregadora, ela se destaca no mercado, atrai bons profissionais para o seu quadro funcional, retém os seus atuais funcionários e aumenta a reputação da marca com os seus consumidores, o chamado Brand Awareness.

Além disso, uma organização reconhecida como um bom lugar para se trabalhar pode ter uma redução substancial nos valores gastos com os processos de Recrutamento e Seleção. Uma pesquisa realizada pelo LinkedIn revelou que uma empresa com uma marca forte pode ter uma economia de 43% no custo de cada contratação e, ainda, tendem a crescer 20% mais rápido.

Mas, para isso, é preciso arregaçar as mangas e desenvolver a sua marca empregadora.

De que forma é possível desenvolver o Employer Branding?

Como tudo nessa vida, desenvolver uma boa marca empregadora exige planejamento. No planejamento é preciso constar atividades e objetivos de curto, médio e de longo prazo. Isso vai garantir que essa não seja mais uma daquelas iniciativas que se toma no calor da emoção e depois se esquece pelo caminho.

Nesse planejamento é preciso ter etapas importantes que permitam compreender o estado atual da organização e o estado desejado com o desenvolvimento do Employer Branding. Por exemplo:

  • Garantir um ambiente interno positivo e reter os funcionários
  • Ter uma boa imagem no mercado para atrair profissionais qualificados
  • Suportar processos de mudanças importantes na organização 

Vamos te ajudar com os pontos que você deve prestar atenção ao planejar e ao executar o desenvolvimento do seu Employer Branding.

employer_branding_team1
employer_branding_team_plan

Diagnóstico do estado atual

Todo bom planejamento começa com um bom diagnóstico do estado atual. 

Nessa etapa, é importante deixar os julgamentos e os extintos de preservação de lado e colher informações de como a sua empresa é percebida pelos seus funcionários, pelo mercado e pelos candidatos que buscam uma oportunidade na sua empresa.

Ouvir as pessoas é essencial nesse momento. Uma forma de se fazer isso, é aplicando pesquisas que permitam com que as pessoas respondam de forma anônima.

Procure saber quais são as características que fazem os seus funcionários permanecerem na organização e quais as características que os fariam deixá-la.

Busque saber, também, o que mais chama atenção dos candidatos em sua empresa.

É importante prestar atenção nos fatores financeiros e não financeiros desses aspectos:

  • Financeiros: salário, benefícios como vale-refeição, seguro de vida, previdência privada, bolsas de educação, entre outros.
  • Não financeiros – ligados à cultura organizacional: estilo de liderança, envolvimento nas tomadas de decisão, compliance nos negócios, responsabilidade social, possibilidade de crescimento na carreira, entre outros.   

Tome nota de tudo o que aparecer e faça um exercício de análise e reflexão sobre cada um deles. Perceba aquilo que é positivo e pode ser mantido. Aquilo que pode ser melhorado e aquilo que deve ser alterado ou descartado.

Perceba como o mercado e os seus concorrentes trabalham

Já vimos empresas e executivos dizerem que não é importante saber das práticas do mercado, porque sabem o que é bom para a sua empresa.

Para se tornar uma boa marca empregadora, é imprescindível que a sua organização perceba como o mercado e os concorrentes trabalham. Só assim poderá ter um parâmetro de quais ferramentos e processos precisam ser implementados ou alterados.

Claro que boas ideias originais são muito bem vindas nesse processo. Elas são super importantes para diferenciar a sua empresa das demais.

Existem várias maneiras de perceber o mercado. Você pode acompanhar as notícias nos jornais e nas revistas, recorrer ao seu network e/ou contratar empresas especializadas para realizar essas pesquisas. 

Comece a mudança internamente

Para ter sucesso no desenvolvimento do seu Employer Branding, comece a fazer as mudanças para quem já faz parte da sua empresa.

Invista em uma boa comunicação interna e envolva as pessoas ao máximo em cada etapa da mudança organizacional. Faça com que cada uma delas participe e se sinta parte dessas mudanças. Aproveite para mudar aquilo que precisa ser mudado em termos de cultura organizacional. Mude, comunique e engaje as pessoas nessa mudança.

Procure manter uma comunicação transparente e eficaz. Abra espaço para perguntas e contribuições caso hajam dúvidas em qualquer momento desse processo. Quanto mais as pessoas participarem e perceberem os benefícios das mudanças, mais aliadas elas serão. Certamente passarão a fazer um marketing gratuito da sua empresa para o mercado.

Essa comunicação pode contar com documentos e treinamentos formais que evidenciam e reforçam a cultura da organização. Podem ser um código de conduta, guia de recrutamento e seleção para os gestores, treinamentos para reforçar os valores da empresa, um guia com as boas práticas na organização e muitos outros.

Identifique o perfil ideal para a sua empresa

Perceba qual é o perfil ideal dos profissionais a serem contratados pela sua empresa. Claro que as competências técnicas são importantes nessa definição, mas não deixe de contemplar as competências comportamentais. As soft skills são tão, ou mais, importantes do que as hard skills para manter a cultura organizacional. 

Tendo esse perfil desenhado, crie estratégias para atingir o seu público-alvo. Adapte a sua comunicação e o seu processo seletivo para conversar bem com os candidatos ideias. 

Lembre-se de que a experiência do funcionário (employee experience) começa já durante o processo seletivo e esse aspecto é de extrema importância para o seu employer branding.

Tenha um processo seletivo consistente e justo

Como dito anteriormente, o processo seletivo é um aspecto muito importante quando falamos em Employer Branding. Muitas vezes é nesse momento que as pessoas têm o primeiro contato com a organização e precisa ter uma boa experiência, independente de ser selecionado ou não.

Tenha os aspectos de avaliação claros e uniformes, para que todos os candidatos sejam avaliados da mesma forma.

Seja claro na sua comunicação com o candidato. Explique como ocorrerá o processo seletivo e não omita informações que podem ser cruciais para o aceite ou não aceite do candidato em participar do processo seletivo.

Certifique-se de que todos os candidatos serão tratados com cortesia. Treine os seus líderes e equipes para fazerem um bom processo seletivo.

Certifique-se de oferecer um ambiente de trabalho positivo

É importante que a sua cultura organizacional esteja orientada para garantir um ambiente de trabalho positivo aos seus funcionários. Isso fará com que eles passem essa informação adiante e mais pessoas queiram trabalhar na sua empresa.

Um ambiente agradável permite com que as pessoas trabalhem de forma mais leve e dedicada às suas metas, com menos estresse, menos preocupação e mais e melhores resultados.

Além de um ambiente físico limpo e equipamentos adequados para o desenvolvimento das atividades, estimule momentos de descontração e planeje momentos mágicos para os seus funcionários.

Ofereça pacotes atrativos

Não é à toa que as empresas estão buscando, cada vez mais, oferecer pacotes mais atrativos aos seus funcionários e aos candidatos. A competitividade do mercado faz com que as empresas busquem se diferenciar no momento de contratar e reter seus funcionários.

Portanto, ofereça pacotes de remuneração atrativos. Se a sua organização não consegue aumentar os salários, busque por parcerias no mercado que possibilitem seus funcionários usufruírem de determinados serviços com descontos e com benefícios.

Creio que, até aqui, você já tenha percebido de que forma ser uma boa marca empregadora pode impactar nos seus negócios, não é mesmo? Mesmo assim, vamos distender mais sobre o assunto.

Mas como isso tudo pode impactar a sua marca? 

Ser uma boa marca empregadora, com um bom Employer Branding, auxilia com que a sua marca seja melhor vista pelos seus consumidores. Consequentemente, seus resultados podem ser melhores.

Uma marca que não respeita os seus funcionários corre um grande risco de ser exposta nas redes sociais e ter a sua reputação manchada para sempre. 

Já empresas que respeitam os seus funcionários, desenvolvem as suas equipes e se comunicam de maneira adequada com os seus candidatos, tem muito mais chance de ser reconhecida pelo mercado e pelos seus consumidores. Isso faz com que os negócios da empresa sejam mais positivos.

Um site que é bastante utilizado para verificar a opinião dos colaboradores sobre as empresas em que trabalham – ou trabalharam – é a Glassdoor. Nesse website, qualquer pessoa pode procurar informações sobre como as companhias costumam tratar os seus funcionários. Essa pode ser uma informação decisiva quando essa pessoa for pensar em consumir da sua empresa.

Quando você investe tempo e recursos para se tornar um bom lugar para se trabalhar e investe em seus funcionários, você investe, também, em seus negócios. Assim, garante que as pessoas tenham uma boa impressão da sua empresa e desejem consumir dela.

Em caso de dúvidas em como se comunicar com seus funcionários e/ou em como desenvolver seu employer branding, mande-nos uma mensagem. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para garantir uma melhor experiência de navegação no nosso site.